27 de outubro de 2021

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Delegacia itinerante de proteção à mulher chega ao município de Jaguaquara

[ad_1]

A Delegacia Móvel da Polícia Civil da Bahia realizou seus primeiros atendimentos nesta segunda-feira (27), no município de Jaguaquara. A ação marca o início do projeto Deam itinerante, que visa fornecer auxílio às mulheres vítimas de violência doméstica, em diferentes municípios do interior do estado. A ação é coordenada pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin).  

A abertura do evento aconteceu na Câmara de Vereadores do município e contou com a presença do coordenador da 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior  (Coorpin/Jequié), delegado Rodrigo Fernando, da juíza de direito, Andréa Padilha, da Secretária de estado da prefeitura municipal, Daniela Batista e demais órgãos e autoridades locais. A equipe especializada, formada por delegada, escrivão e investigadores, se encontra na Praça JJ Seabra, no centro do município, de 8h às 18h, para registrar ocorrências e orientar as pessoas.  

Para o coordenador da 9a Coorpin/ Jequié, delegado Rodrigo Fernando, esta ação é muito importante para a cidade que não tem uma delegacia especializada nos crimes que se referem à violência doméstica. “A Delegacia Móvel vem para fazer um trabalho de conscientização do combate à violência doméstica, já que estamos identificando um considerável aumento desse crime aqui. Interiorizar esse atendimento e fazer com que as mulheres reconheçam a importância da denúncia é nosso principal objetivo”, explicou.  

O aparato da Deam Itinerante permanece em Jaguaquara nesta terça-feira (28) quando a delegada titular da Deam de Jequié, Graziela Quaresma, realiza uma palestra sobre a atuação do departamento no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher, também na Câmara de Vereadores, aberto para o público.   

Após a passagem por Jaguaquara, o roteiro da Deam Itinerante segue para os municípios de Ipiaú (29 e 30 de setembro), Itapetinga (4 e 5 de outubro) e Itambé (6, 7 e 8 de outubro). Com planejamento já elaborado pelo Depin, outros municípios devem ser contemplados pela iniciativa. O atendimento proporcionado pela unidade itinerante se junta às 15 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher distribuídas pelo interior, além de quatro núcleos especializados que funcionam nas coordenadorias de Irecê, Itapetinga, Santo Antônio de Jesus e Jacobina. 

Enfrentamento à violência contra a mulher  na Bahia

No enfrentamento à violência contra a mulher na Bahia, além das 15 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher em funcionamento na Bahia e outras ações, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) da Bahia conta também com quatro Núcleos de Atendimento à Mulher (Neams) e a operação Ronda Maria da Penha, unidade da Polícia Militar que atua, desde 2015, na proteção de mulheres vítimas de violência com medida protetiva.

A Ronda atua em 22 cidades baianas com a parceria da Secretaria da Segurança Pública (SSP), da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), Ministério Público, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, secretarias municipais, centros de referências e Organizações não Governamentais (ONGs). Desde a sua criação até agosto deste ano, foram 521 prisões de agressores, 642 encaminhamentos às delegacias, 64.973 acompanhamentos de medidas protetivas expedidas pelo poder judiciário e 12.057 mulheres atendidas, além das ações preventivas através de atividades informativas e educacionais.

Ainda sobre as ações de combate ao crime contra a mulher, em um ano, a Delegacia Digital registrou 978 casos que foram encaminhados para as respectivas delegacias, em seguida remetidos à Justiça. Para se aproximar, cada vez mais, das mulheres, especialmente as que são vítimas de violência, o Estado prevê mais quatro Deams em Jequié, Juazeiro, Santo Antônio de Jesus e Itabuna, e mais três Neams, em Luiz Eduardo Magalhães, Itaberaba e Santo Amaro.

[ad_2]

Source link

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WhatsApp