19 de outubro de 2021

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Primeiro show-teste em Salvador tem trio elétrico, chuva e pouca gente – Folha de S.Paulo

Acesse seus artigos salvos em
Minha Folha, sua área personalizada
Acesse os artigos do assunto seguido na
Minha Folha, sua área personalizada

Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Gostaria de receber as principais notícias
do Brasil e do mundo?
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Era 19h15 desta sexta-feira (27) quando o cantor Gerônimo subiu no palco e começou a tocar para um público diminuto, enquanto a chuva castigava a área externa do Centro de Convenções de Salvador.
O primeiro show-teste realizado pela prefeitura de Salvador após o início da pandemia foi marcado por chuvas e por um público que não chegou nem a metade das 500 pessoas convidadas.
“É claro que a chuva atrapalhou. Mas foi um primeiro passo para avaliarmos a retomada dos eventos em nossa cidade”, afirmou o prefeito Bruno Reis (DEM).
Os protocolos que deveriam incluir inspetores nos corredores e pedidos por aplicativo até para ir ao banheiro acabaram sendo flexibilizados diante da baixa adesão do público. Outros, como o pedido de bebida e comidas via aplicativo, funcionaram a contento.
Com previsão inicial de um público máximo de 500 pessoas, o espaço foi dividido em 125 baias de 16 m2 cada uma, batizadas de lounges, separadas por grades metálicas. Cada uma tinha uma mesa para o público apoiar comidas e bebidas.
Os shows começaram às 18h com previsão de encerramento às 22h com apresentações de Márcia Castro, Gerônimo, Afrofunksoul e Afoxé Darajú de Odé. Dois shows aconteceram em cima de um trio elétrico e os outros dois em um palco.
Dentro do evento, o uso de máscaras foi obrigatório para todos, exceto para os artistas que se apresentaram. Não houve exigência quanto ao tipo de proteção e parte do público usou modelos de tecido, consideradas menos seguras.
A retirada da máscara era permitida durante o consumo de comidas e bebidas –o que representou quase todo o tempo da festa no caso de alguns convidados, que mantinham o equipamento no queixo.
O protocolo de quatro pessoas em cada baia também foi quebrado. Em algumas delas, haviam até seis que bebiam sem máscaras em torno de uma mesa de metal.
Os pedidos de comida e bebida eram feitos por meio de um aplicativo. Só foram permitidas comidas industrializadas e previamente embaladas –havia opção de bolinho de aipim com carne do sol, hambúrguer e coxinha.
O público foi convidado pelos patrocinadores do evento. Foram exigidas apresentação da carteira de vacinação com ao menos uma dose do imunizante contra a Covid-19 tomado até 27 de julho.
Também houve exigência de testes de Covid do tipo PCR negativos realizados na véspera do evento. As pessoas que participaram da festa terão que realizar outro teste PCR dentro de 15 dias.
Nesta sexta, 1,8 milhão de pessoas em Salvador haviam recebido a primeira dose da vacina e 840 mil receberam as duas doses ou dose única –equivalente a 43% do público alvo.
A partir desse evento-teste é que a prefeitura vai estabelecer os protocolos sanitários para a realização de shows e festas na cidade. O atual decreto da pandemia do governo estadual permite eventos com até 500 pessoas.
O prefeito Bruno Reis disse que o show-teste servirá para definir protocolos e que não significa uma liberação imediata de eventos na cidade. Mas afirmou estar otimista e afirmou acreditar na realização de shows ainda em 2021.
“Sempre deixei claro que fazer um evento para testar protocolos não significava a liberação de eventos. Vamos monitorar as pessoas [que participaram da festa], ver se alguém foi contaminado, e quais foram as consequências”, disse.
O show-teste acontece um dia depois do estado da Bahia registrar os primeiros casos das variantes delta e beta da Covid-19. Os três casos foram identificados nesta quinta (26) nas cidades de Feira de Santana e Vereda.
A festa aconteceria incialmente em 29 de julho, mas foi adiada justamente pelo temor da disseminação da variante delta na capital baiana. Mesmo com o registro dos primeiros casos, o evento foi mantido pela prefeitura.
Bruno Reis afirmou que o cenário da pandemia na capital baiana, com ocupação de 26% dos leitos de terapia intensiva e uma quantidade de leitos em funcionamento que é metade do que havia em maio, deu um maior segurança e tranquilidade para a realização do evento.
Disse ainda que, caso o número de casos de coronavírus volte a crescer na capital baiana, poderá rever medidas de flexibilização de eventos.
A prefeitura já iniciou o planejamento para a festa de Réveillon e para o Carnaval e trabalha com diferentes cenários, tanto em relação a formato quanto de tamanho do público.
Mesmo sem decreto permitindo a realização de festas, Salvador tem registrado eventos clandestinos e cenas de aglomeração nos últimos meses. No último fim de semana, dezenas de pessoas se aglomeraram nas proximidades da praia do Porto da Barra em um clima de festa de largo.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Leia tudo sobre o tema e siga:
Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha? Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui). Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia. A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!
Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 120 colunistas. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Carregando…
Carregando…
Excelência em nuvem garante segurança, eficiência e economia
Biossimilares ampliam acesso para tratar doenças graves
Preferimos Temer a Bannon
Podcast aborda o perigo da meningite e como evitá-la
Câncer de mama: debate mostra diferenças entre sistemas público e privado
Conitec avalia novas opções de tratamento para câncer de mama
Upskilling e reskilling: conceitos que podem mudar uma carreira
Pós-graduação EaD do Mackenzie agora tem curso de Saúde Pública
Especial mostra iniciativas que desenvolvem e preservam a Amazônia
Avanço do varejo digital reforça importância da tecnologia
Grandes mestres fazem a diferença na especialização
Agora você personaliza sua pós-graduação
Geração Saúde Integral busca bem-estar em todas as idades
Veja como é fácil e seguro pagar ou receber pelo WhatsApp
Indústria brasileira avança na economia circular
Lúpus pode levar à complicação renal grave
Plataforma amplia vendas com múltiplas formas de pagamento
Como se desenvolver continuamente vai te destacar no mercado de trabalho?
Pós-Covid é prioridade em iniciativas da Bradesco Saúde
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Parcela minoritária que o avalia como ótimo ou bom é entrave para projeto presidencial do tucano em 2022
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Ex-presidente reabre discussão abortada no governo Dilma e cobra do partido crítica à imprensa
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Pedro Guimarães mudou gestão do banco e lança medidas que colaboram com campanha pela reeleição

O jornal Folha de S.Paulo é publicado pela Empresa Folha da Manhã S.A.
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.
Cadastro realizado com sucesso!
Por favor, tente mais tarde!

source

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WhatsApp