7 de dezembro de 2021

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Membros do PL dizem que ‘lá e cá’ de Zé Rocha não será possível: ‘Vai ter que se aliar a Neto’

Foto; reprodução (Câmara dos Deputados)

O apoio do deputado federal Zé Rocha (PL) ao governo Rui Costa (PT) na seara estadual e ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode ter fim. Membros da legenda ligados a cúpula do partido apontaram que esse “lá e cá” de Rocha pode ter um fim com um apoio fixado ao postulante ao governo, o ex-prefeito ACM Neto (UB). O PL é cotado para receber a filiação de Bolsonaro.

O movimento pode fazer parte do ajuste feito pelo diretório estadual do PL, mantendo o apoio a Neto e condicionando aos parlamentares o apoio. Um dos interlocutores procurados pelo Bahia Notícias, com o caminhar das movimentações políticas, em breve, o apoio duplo deverá ser cessado. “Vai ter que se aliar a Neto”, apontou a fonte. Neto já ressaltou que a ligação com o partido na Bahia deve seguir intacta.

Publicidade

Aliado de Rui na Bahia ao mesmo tempo em que apoia o governo do presidente Bolsonaro, Zé Rocha já ressaltou que vai estar ao lado do petista na eleição para o governo do estado em 2022. O parlamentar não vê contradições em se posicionar junto aos dois gestores, que estão em espectros políticos opostos.

Único deputado do PL a figurar nesta condição, Zé Rocha já foi vice-líder do governo na Câmara para ajudar na articulação política. Além de Rocha, os outros parlamentares no âmbito federal do PL são: Jonga Bacelar, Raimundo Costa e Abílio Santana. Todos já se declaram oposição ao governador baiano. (Bahia Notícias)

Baixe nosso aplicativo
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WhatsApp