1 de dezembro de 2021

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Segurança Pública recebe empresas de tecnologia em audiência para contratação de câmeras corporais

Foto; divulgação

Representantes de cinco empresas especializadas em tecnologia participaram, na manhã da última sexta (15), de uma audiência pública realizada para apresentar as especificações dos equipamentos e serviços contratação das câmeras corporais acopladas as fardas para serem utilizadas pelos diversos profissionais das forças da Secretaria da Segurança Pública.

O evento, realizado no auditório do Centro de Operações e Inteligência – 2 Julho, no Cab, contou com a participação de integrantes do Ministério Público, Casa Civil, Tribunal de Contas, Auditoria Geral do Estado e Secretaria da Fazenda.

Publicidade

A pasta realizou provas de conceito, em grandes eventos, no ano de 2018 e 2019, e teste da tecnologia, além de acompanhar a experiência empregada no estado de São Paulo. Bombeiros e policiais baiano também participam de ambientação de equipamentos.

O titular da Superintendência de Gestão Tecnológica da Pasta (SGTO) da pasta, coronel Marcos Antônio Oliveira, explicou que as câmeras corporais visam a dar maior garantias ao trabalho desenvolvido pelos orgãos da pasta e transparência. “Esse novo projeto visa, sobretudo, a auxíliar às forças da Segurança”, comentou.

Publicidade

O oficial destacou ainda que o termo de referência do projeto, apresentado na consulta para as empresas, já foi disponibilizado no portal da pasta. “Hoje aqui abrimos o espaço para discussão e vamos ouvir grandes players da tecnologia como a Darla, Huawei, Reitera, Motorola, Axon, além da participação da sociedade civil”, explicou.

O coronel Renato, superintendente de Telecomunicações da SSP, enfatizou que a tecnologia servirá para a proteção de todos, policiais e população. ” O mecanismo permite um controle das ações, evolução técnicas, auxílio em tempo real, formação de evidências. Essa audiência é uma preocupação da pasta em fazer um processo claro e sólido”, concluiu.

O projeto passará por novas etapas até ser licitado. Os equipamentos devem ser disponibilizados para os policiais já nos primeiros meses de 2022. (Ascom)

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WhatsApp