28 de novembro de 2021

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Dia da Consciência Negra destaca desafios e avanços na promoção da igualdade racial na Bahia

Podcasts - Hora Rural #31

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

As mobilizações pela passagem do Dia Nacional da Consciência Negra na Bahia, neste sábado (20), atraíram uma série de ativistas, organizações da sociedade civil e do poder público, refletindo sobre conquistas e desafios para a promoção do povo negro. Com pequenas concentrações e cuidados sanitários por conta da pandemia, as atividades lembraram a trajetória do líder Zumbi dos Palmares, ícone da trajetória pela liberdade do povo negro, reforçando as lutas atuais por igualdade racial.

Em Salvador, uma das principais agendas foi a 13ª Lavagem da Estátua de Zumbi dos Palmares, com o tema “Vidas Negras importam: todos contra a Covid-19 em defesa do SUS”, evento realizado pela União de Negras e Negros Pela Igualdade (Unegro) no Pelourinho, em parceria com entidades do movimento social e Governo do Estado.

“A Lavagem representa a continuidade das lutas contra o racismo e em defesa da vida da população negra. Celebra a nossa ancestralidade, a nossa memória e atualiza os desafios da luta contra o racismo hoje”, afirmou a presidente nacional da Unegro, Ângela Guimarães, pontuando que as barreiras históricas pela equidade racial estão presentes principalmente no mercado de trabalho.

A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, ressaltou que o 20 de novembro é um marco histórico de lutas e celebração de conquistas. “A Bahia é o estado com maior concentração negra fora de África, com grandes desafios para a inclusão plena do povo negro, mas com atuação do Governo do Estado, através das diversas áreas, focando no combate ao racismo e às desigualdades, a partir da criação da Sepromi, há 15 anos”, destacou.

Um dos destaques citados pela secretária é a campanha institucional do Novembro Negro deste ano, que traz a mensagem “Com racismo não há democracia”, estimulando o debate sobre defesa do povo negro, combate ao racismo e reparação. Ela ainda citou o Edital da Década Afrodescendente, investimento do Governo do Estado na ordem de R$ 3 milhões, por meio de parcerias firmadas neste mês, com organizações da sociedade civil para viabilizar projetos voltados à geração de renda da população negra.

Música e resistência

Ainda integrando a programação do Dia da Consciência Negra, acontece a partir das 20h, na Sala do Coro do TCA, o espetáculo “Afrobarroco em palestra musical – O canto dos Recuados”, do cantor e compositor Mateus Aleluia. Acompanhado do Maestro Ubiratan Marques, parceiro de longas datas, Mateus fará uma travessia pedagógica e musical que acontece no encontro da arte com o pensamento.

O projeto é uma iniciativa da Sanzala Artística Cultural, em parceria com a Sepromi, Secult e Bahiatursa, com apoio da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e transmissão ao vivo da TV UFRB e canal da Senzala Cultural.

Secom – BA

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
WhatsApp