23 de maio de 2022

Bahia Política

Sem Meias Verdades

COB investirá R$ 165 milhões em modalidades olímpicas em 2022

Foto reprodução; EBC

O orçamento do Comitê Olímpico do Brasil (COB) foi aprovado por unanimidade em assembleia realizada na última quarta-feira (8) em Aracaju, Sergipe. O montante aprovado é de R$ 388.246.000,00. Desta quantia, R$ 326.008.000,00 (86% do valor total) serão investidos diretamente nas atividades esportivas. Às modalidades olímpicas, através da Lei 13.756 (Lei das Loterias), o Comitê distribuirá R$ 165 milhões. Essa é a maior quantia aplicada desde a criação da lei, em 2001, e representa um incremento de 10% em relação ao exercício anterior.

Além do investimento nos esportes olímpicos, outros R$ 29 milhões serão aplicados no Programa de Preparação Olímpica (PPO), R$ 28.198.000,00 em Missões: Jogos Olímpicos de Inverno Pequim (em fevereiro), Jogos Sul-americanos da Juventude Rosário (em abril) e Jogos Sul-americanos Assunção (em outubro), além da preparação para Santiago 2023 e Paris 2024. Já R$ 12 milhões serão destinados para a Área de Desenvolvimento Esportivo e outros R$ 14.181.000,00 para o Centro de Treinamento Time Brasil.

Para o próximo ciclo olímpico houve aperfeiçoamento dos critérios de distribuição dos recursos das Loterias. Agora o repasse está baseado em 13 critérios, sendo 11 esportivos e 2 de gestão, que representam 50% do orçamento destinado às entidades, respeitando a meritocracia. Deste percentual, os recursos destinados à avaliação da gestão das confederações devem somar entre 15% e 17% do peso total. Já a outra metade é um valor fixo (piso), distribuído de forma igualitária às confederações.

A Lei 13.756 destina cerca de 1,7% do valor apostado em todas as Loterias da Caixa Econômica Federal ao COB. E o Comitê utiliza os recursos seguindo estritamente os critérios estipulados pela própria lei e o planejamento técnico desenvolvido em conjunto com as Confederações Brasileiras Olímpicas.

Agência Brasil