17 de agosto de 2022

Bahia Política

Sem Meias Verdades

‘Tenho o projeto de ser vice-governador de ACM Neto, busco e desejo isso’, afirma José Ronaldo

'Tenho o projeto de ser vice-governador de ACM Neto, busco e desejo isso', afirma José Ronaldo

Foto; Fernando Moreira/ Bom Dia Feira

Em meio as intensas articulações políticas para o pleito eleitoral deste ano na Bahia, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, falou, em entrevista ao Bom Dia Feira, nesta segunda-feira (21), sobre as expectativas para as Eleições 2022.

Sendo um dos cotados para compor a chapa oposicionista encabeçada pelo ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, Ronaldo ressaltou que continua acreditando no projeto do pré-candidato ao Governo da Bahia e busca compor a chapa como candidato a vice-governador.

‘Como eu sempre disse, eu estava disputando, lutando e trabalhando para ser candidato a Senador ou vice-governador, eu acredito que esse nosso trabalho continua com o objetivo de ser vice-governador, eu acredito nisso, sei que tem outras pessoas que também desejam, é um pleito natural, estou trabalhando nesse sentido. A decisão está sendo coordenada por ACM Neto e ele está fazendo isso com total liberdade e naturalidade, na minha visão, e acredito muito que eu devo compor como vice-governador, desejo isso, busco isso, nunca escondi de ninguém, sempre fiz isso com total transparência e tenho esse objetivo no coração, trabalhando arduamente para isso’, afirma.

Elogiado por ACM Neto sobre ser uma pessoa de confiança e um dos mais próximos, ao afirmar que ele teria o seu apoio para entrar na vaga de vice-governador, durante a coletiva que selou o apoio de João Leão ao grupo político na última quinta-feira (17), Ronaldo opinou sobre o fato de existirem diversas possibilidades de candidaturas à vice-governador na chapa, inclusive a dele, destacando não temer reviravoltas.

‘Pleitear é um direito de todos, inclusive meu, mas eu não temo nada, se temesse ainda estaria morando em Paripiranga, não tenho que temer ninguém, eu respeito a todos, faço a minha parte, mas temer não. Quando Neto disse aquelas palavras, ele disse que está conversando, dialogando, ouvindo, cada pessoa tem seus objetivos e as coisas vão surgindo, no processo surgiu a novidade do PP, que não estava no planejamento, mas veio naturalmente. Todos sabem as minhas vinculações, está escrito na minha testa o nome de Feira de Santana, eu vejo com segurança, firmeza e tranquilidade, esse procedimento natural, me deixa feliz e agradecido ver isso porque a minha vida é aqui, eu tenho uma ligação profunda com essa terra’, relata, emocionado.

Sobre a especulação em torno do nome do ex-prefeito em relação a ter recebido algum tipo de convite do grupo petista para compor a chapa governista como vice após a saída do vice-governador, João Leão (PP), o aliado de ACM Neto não negou o convite.

‘O governador deu uma entrevista falando que eu não fui convidado para tal e eu não tenho nenhuma intenção de polemizar esse assunto. Eu acho que para bom entendedor, meia palavra basta. Se uma pessoa me liga e conversa comigo, se essa pessoa não falar o assunto que tratou comigo, eu não falo com ninguém. O meu telefone tem as ligações recebidas, todo telefone registra, eu não recebi somente uma ligação, recebi várias ligações. Se ligaram para mim, confiam na minha pessoa, na minha postura, no meu jeito de ser. Tenho um projeto que é ser vice-governador e projetei isso sendo vice de ACM Neto, a gente se entende muito bem e eu acho que a juventude dele e a minha experiência faz uma união perfeita para trabalharmos e fazermos um bom projeto para a Bahia’, ressalta. (Bom dia Feira)