11 de agosto de 2022

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Cães policiais auxiliam na apreensão de quase 1500 porções de drogas

As apreensões ocorreram em ações distintas, em Salvador e em Porto Seguro.

Foto divulgação

Cerca de 1459 porções de drogas, entre cocaína, maconha e crack, foram apreendidas na noite da quarta-feira (4) com auxílio de cães policiais. Os entorpecentes foram encontrados durante ações em Salvador e na cidade de Porto Seguro.

Em Salvador, denúncias alertaram sobre drogas enterradas na localidade conhecida como Bambuzal, no bairro de Ilha Amarela. Em ação conjunta, militares da 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lobato), do Batalhão de Polícia de Choque da PM (BPChq) do Setor de Inteligência (Soint) da Operação Gêmeos encontraram 674 porções de cocaína, 40 trouxas de maconha e R$ 135, além de um colete antibalístico. O material foi localizado por cães farejadores da raça labrador, “Marley”, de dois anos, e o especialista em detecção de entorpecentes,”Titan”, 5 anos, e posteriormente apresentado na 29ª Delegacia Territorial (DT/Plataforma).

“Os cães policiais são uma ferramenta imprescindível para essas ações da Polícia Militar. Temos cães que atuam em diversas áreas, fazem ações em ocorrências com arma de fogo, que detectam artefatos explosivos, na localização de pessoas desaparecidas ou fugitivos, além dos que atuam como instrumentos de menor potencial ofensivo e os de interação social. Então, a gente percebe que os cães atuam tanto nas ações preventivas e repressivas da PM”, enfatizou a comandante da BPChq, capitã Samanta Lacerda.

PORTO SEGURO

Por volta das 18h, uma equipe do 8 Batalhão da Polícia Militar recebeu denúncias sobre um grupo de homens traficando drogas nas proximidades de um posto de combustíveis localizado na Avenida do Trabalhador, Porto Seguro. No local, seis suspeitos reagiram a tiros na tentativa de abordagem e escaparam por um matagal. O Grupamento de Operações com Cães da unidade foi acionado.

“O K-9 da raça pastor belga malinois, Kabu, de 2 anos, está com a gente há seis meses e encontrou em meio a uma vegetação um simulacro de arma de fogo, 530 porções de crack e 215 de maconha”, detalhou o comandante da unidade, coronel Alexandre Costa.

O material foi encaminhado para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) para a adoção das medidas cabíveis. (SSP)

Siga o Bahia Política no Instagram (clique aqui)

Baixe nosso aplicativo (clique aqui)

Bahia Política no YouTube (clique aqui)

Canal do Bahia Política no Telegram (clique aqui)

Grupo Bahia Política no Telegram (clique aqui)