22 de maio de 2022

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Chuvas: Santa Catarina tem 22 cidades em situação de emergência

Chuvas: Santa Catarina tem 22 cidades em situação de emergência

Aumentou para 22 o número de municípios de Santa Catarina que se encontram em situação de emergência devido às chuvas que têm assolado o estado desde o início da semana. Aumentou também para 121 o número de municípios que registraram ocorrências que vão desde alagamentos e deslizamentos até quedas de árvores e muros.

Até o momento, três mortes foram confirmadas em decorrência da forte chuva: duas no município de São Joaquim e uma no município de Urubici. Segundo a Defesa Civil estadual, os três óbitos foram de “pessoas que tentaram passar por áreas inundadas com veículos que foram arrastados pela correnteza”.

As chuvas deixaram 7,1 mil pessoas desalojadas e 518 desabrigadas. Em nota, o governo de Santa Catarina diz ter distribuído “itens de assistência humanitária, entre cestas básicas, água potável, colchões, kits de higiene pessoal e limpeza”, e que equipes foram enviadas aos locais impactados para dar apoio às ações das prefeituras.

Os 22 municípios que decretaram situação de emergência são: Tubarão, Orleans, Forquilhinha, Urubici, Maracajá, Araranguá, São Joaquim, Lages, Laurentino, Alfredo Wagner, Rio Rufino, Taió, Anitápolis, Monte Carlo, Videira, Macieira, Rio das Antas, Tangará, Rio do Oeste, Anitápolis, Alfredo Wagner e Lauro Muller.

“Os municípios de Benedito Novo e São Domingos informaram que devem decretar situação de emergência”, antecipou a Defesa Civil.

Aulas suspensas

Diante da situação, a Secretaria da Educação estadual suspendeu, desde quarta-feira (4) as aulas em 152 escolas, sob a justificativa de que a locomoção dos estudantes estava inviabilizada devido às chuvas.

“As suspensões atingem escolas das coordenadorias regionais de Educação de Araranguá, Criciúma, Florianópolis, Ibirama, Laguna, Rio do Sul, Taió e Tubarão. A reposição das aulas está garantida para cumprimento dos 200 dias letivos previstos em lei”, informou, em nota, a secretaria. (Agência Brasil)

Siga o Bahia Política no Instagram (clique aqui)

Baixe nosso aplicativo (clique aqui)

Bahia Política no YouTube (clique aqui)

Canal do Bahia Política no Telegram (clique aqui)

Grupo Bahia Política no Telegram (clique aqui)