28 de junho de 2022

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Domingo ainda registra temperaturas baixas, mas frio perde força

Domingo ainda registra temperaturas baixas, mas frio perde força

Depois da última semana em que uma massa de ar polar derrubou as temperaturas em todo o país, a partir de domingo (22), o frio perde força sobre as regiões e as tardes ainda serão amenas, mas as manhãs terão aumento na temperatura.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), algumas capitais amanheceram neste domingo (22) com temperaturas próximas a 10 gruas Celsius (°C) ou menos e possibilidade de geada em áreas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Serra da Mantiqueira (SP e MG).

A partir de amanhã (23), todo o Centro-sul do país deixa de sentir a sensação de frio. O Rio de Janeiro volta a registrar 27°C, São Paulo alcança os 24°C e a previsão é de temperaturas agradáveis na Região Sul, considerando a época do ano, que não registra calorão nestas regiões.

Durante a próxima semana e até o fim do mês de maio, os dias seguem o padrão normal dentro da Climatologia. A massa de ar seco segue atuando no Centro-sul do Brasil, e os índices de umidade do ar tendem a cair.

Volta a chover sobre o Rio Grande do Sul ao longo da semana e os dias terão grande amplitude térmica, ou seja, manhãs e noites frias, mas com tardes quentes.

Segundo os meteorologistas, os modelos meteorológicos indicam que, em meados de junho, há previsão para a chegada de uma nova massa de ar polar, que resulta em uma onda de frio tão intensa quanto a observada nos últimos dias.

Campo

As temperaturas baixas da última semana e ocorrência de geadas no Centro-sul do país poderão impactar os cultivos de milho e feijão de segunda safra, que se encontram em fases fenológicas sensíveis, além das hortaliças e das culturas perenes como o café, cana-de-açúcar e frutas.

Segundo o Inmet, outro fator importante é que a queda de temperatura e a maior intensidade de geada podem ocasionar a ocorrência da temperatura letal, ou seja, uma temperatura que promove danos mais graves e irreversíveis às culturas.

Os registros de temperaturas nas estações meteorológicas menores que 2°C na fase de florescimento, por exemplo, podem comprometer a cultura do milho, enquanto 1°C, nesta mesma fase, impacta severamente a cultura do feijão (o feijão é afetado por temperaturas mais altas que essa).

Café e banana

Por ser uma cultura pouco tolerante ao frio, no caso do café, a ocorrência de temperaturas abaixo de 0°C no abrigo podem provocar danos parciais ou totais à planta. Já para a cultura da banana, temperaturas inferiores a 4°C podem ocasionar danos nas folhas e prejudicar os frutos em formação. A ocorrência e intensidade de geadas podem ser amenizadas a depender do relevo e velocidade dos ventos.

Geada

A geada é um fenômeno causado pela ocorrência de baixas temperaturas e seu efeito nas plantas varia de acordo com a espécie, a sua tolerância ao frio e a fase fenológica em que ela se encontra e sua ocorrência resulta, muitas vezes, em severos prejuízos econômicos principalmente se ocorrem precoce ou tardiamente. (Agência Brasil)