5 de julho de 2022

Bahia Política

Sem Meias Verdades

Tom Araújo lembra a história de Serrinha na ALBA

Tom Araújo lembra a história de Serrinha na ALBA

Foto; ALBA

O deputado Tom Araújo (União Brasil) apresentou moção de congratulações em homenagem aos 146 anos de emancipação política e administrativa do município de Serrinha, comemorados no dia 23 de junho. No documento, já protocolado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o parlamentar contou a história da cidade.

Segundo Araújo, as origens de Serrinha se deu numa região antes habitada por índios da tribo “Cariri”. O território foi, no século XVII, cortado pela denominada “Estradas das Boiadas”, abertas por colonizadores portugueses para ligar a capital da colônia ao alto sertão do São Francisco.

“Cabe ainda ressaltar que o local onde se localiza o município, em 1716 era um logradouro pertencente fazenda Taboatá, de propriedade dos herdeiros do fidalgo Miguel de Saldanha, posteriormente vendida ao português Bernardo da Silva”, contou.

Segundo o deputado, a então fazenda Taboatá teve sua sede transferida para as proximidades de uma serra, o que levou a ser denominada de Serrinha, assim batizada pelos tropeiros e comerciantes de gado que trafegavam pela região. O local passou também a ser ponto de descanso desses viajantes.

“Com a movimentação constante, o local teve seu desenvolvimento acentuado e já possuindo algumas pequenas casas, após o falecimento do Sr. Bernardo, tido como o fundador do município, os herdeiros fizeram a doação de um pedaço de terra a Santana, local onde em 1780 foi elevada uma capela em sua homenagem”, acrescentou Tom Araújo, no documento.

Ainda segundo ele, em 1838 o povoamento já se configurava freguesia. E, em 1876, com território desmembrado de Vila da Purificação dos Campos, foi, pela Lei Provincial nº 1.069, de 13 de junho de 1876, criado o município de Serrinha.

“A história dessa terra nos revela a força e determinação de sua gente em busca dos seus ideais. É com prazer que congratulo todos os serrinhenses por essa importante conquista, a emancipação político-administrativa do município, sobretudo, nesta data, 13 de junho, quando comemoramos 146 anos dessa realização”, afirmou.

Atualmente, com uma população estimada de 83 mil habitantes, distribuídos em uma área geográfica de 568,405 km², Serrinha possui em suas fronteiras as cidades de Biritinga, Lamarão, Tanquinho, Santa Bárbara, Candeal, Ichu, Conceição do Coité, Barrocas e Teofilândia. “Que o povo serrinhense possa se manter nos trilhos do progresso e que o município tenha em sua história, novas e valorosas conquistas”, felicitou.