‘Operação Hidra’: Suspeitos e policiais chegam no Centro de Operações Especiais

A movimentação é grande na manhã desta quarta-feira (14), no Centro de Operações Especiais (COE), da Polícia Civil, após a Operação Hidra ser deflagrada com oito mandados de prisão e 19 de busca e apreensão. A reportagem acompanha o fluxo no local e aos poucos os acusados de causar um rombo de R$ 75 milhões aos cofres tributários do fisco baiano vão chegando, além das provas com os policiais.

Foto: Bnews

Operação 
Conforme informações apuradas pelo BNews, o empresário Luiz Paulo Dantas Monteiro foi preso em Praia do Forte. Ele é dono de um apartamento no Edifício Trapiche, no Comércio, que também é alvo de busca e apreensão. Policiais Civis estão no local desde o início da manhã.  A empresária Suely de Almeida Dantas também foi presa, já em Salvador.

São cumpridos nas cidades baianas de Salvador, Camaçari, Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos, e no município de Itajaí, no estado de Santa Catarina mandados contra a organização criminosa. A empresa Big Peixe Transportes LTDA, com sede em São Gonçalo dos Campos, também foi alvo da operação.

Publicidade – Duas lojas em Barra do Pojuca, loja no Alto da Cruz e no Jardim Limoeiro

De acordo com a força-tarefa responsável pela operação, integrada pela Secretaria da Segurança Pública, pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-Ba) e pela Sefaz, a organização que atua no comércio atacadista de alimentos e pescados utilizava laranjas, simulações sucessivas nos contratos sociais, compras em nomes de terceiros e empresas “noteiras”, constituídas apenas para emitir notas fiscais frias, entre outras fraudes, para evasão de receita e sonegação fiscal.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here