24 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Adolescente diz à PF que invadiu perfil de Janja no X

Foto; Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (14/12), a Operação X1, direcionada a um adolescente de 17 anos, residente em Sobradinho, Distrito Federal. O jovem afirmou aos investigadores ser o responsável pela invasão da conta da primeira-dama do país, Janja Lula, na antiga plataforma Twitter, agora denominada X. Contudo, a veracidade dessa informação ainda está sob apuração, pois o depoimento formal ainda não foi colhido.

Os agentes da PF cumpriram seis mandados de busca e apreensão, sendo dois no Distrito Federal e quatro em Minas Gerais. Essas ações visam avançar nas investigações sobre a materialidade e autoria dos crimes de difamação e invasão de dispositivo informático. As ordens judiciais foram expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante as investigações, foi constatado que os suspeitos também participavam de grupos no Discord, uma plataforma onde trocavam mensagens de teor misógino e extremista.

A invasão da conta de Janja Lula ocorreu na noite de segunda-feira (11/12), com mensagens ofensivas postadas por pouco mais de uma hora, até que a rede social bloqueasse as publicações. A Diretoria de Crimes Cibernéticos instaurou um inquérito policial para aprofundar as investigações.

Entre as mensagens postadas, destaca-se a declaração: “O Lula é um vagabundo, eu traio ele com o Neymar vai neymar (sic)”. Nos primeiros 15 minutos, foram publicados 15 tweets com mensagens obscenas e xingamentos.

Em uma das postagens, o invasor interagiu com usuários, mencionou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, chegando a marcar o perfil oficial da Polícia Federal na plataforma X. O hacker também gravou um áudio durante a série de postagens, expressando indiferença quanto às consequências legais.

Siga Bahia Política  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram. Faça parte do nosso grupo no WhatsApp se preferir entre em nosso canal no Telegram.