22 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Câmara de Camaçari vira palco de confusão após votação do PDDU

Foto; reprodução

A Câmara de Camaçari foi cenário nesta manhã (14/12), de mais um episódio conflituoso relacionado ao Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Sustentável (PDDU-S).

O PDDU foi aprovado por uma maioria de 14 votos a favor e três contra. O Projeto de Lei Complementar foi acompanhado pelo parecer da Comissão Especial, que recomendou a aprovação.

Com a casa legislativa lotada, a população se dividiu em relação ao tema, resultando em tumulto entre os grupos de oposição e situação. Membros da plateia invadiram a plenária, culminando em confrontos entre os presentes.

Um vereador do PT, discordou do encaminhamento dado ao Projeto de Lei Complementar, alegando que “nem toda a cidade foi ouvida”. Membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) estavam presentes na sessão. Segundo informações obtidas pelo Bahia Política, membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que estavam na Câmara de Vereadores, invadiram o plenário e a sessão foi suspensa.

O Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Sustentável (PDDU-S), encaminhado à Câmara de Camaçari pelo Executivo Municipal, foi aprovado em primeira discussão e votação durante a 30ª Sessão Ordinária, realizada na última terça-feira, 12 de dezembro. Os 15 parlamentares presentes votaram pela aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) de Nº1147/2023, na atividade parlamentar presidida pelo vereador Niltinho (PSDB). A sessão foi suspensa no plenário e  continuou de forma virtual.

Siga Bahia Política  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram. Faça parte do nosso grupo no WhatsApp se preferir entre em nosso canal no Telegram.