24 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Festival Salvador Cidade Reggae agita o Rio Vermelho no sábado (17)

Foto; Alfredo Filho/ Secom

O Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, recebe o Festival Salvador Cidade Reggae neste sábado (17), a partir das 16h, em celebração pelo Dia Nacional do Reggae. A atração faz parte do calendário oficial de eventos da Prefeitura de Salvador e integra compromissos firmados pelo município junto à Rede de Cidades Criativas da Unesco, que concedeu à capital baiana o selo de Cidade da Música.

O público vai conferir os shows de Kamaphew Tawá e Banda Aspiral do Reggae, Zabah, Danzi, Mavi, Cativeiro, Diamba, Dionorina, Ras Mateus, Banda Semente da Paz, Nanashara, Mukambu, Makonnen Tafari e Vivi Akwaba. Para a diretora de Cultura da Secult, Maylla Pita, a realização do Salvador Cidade Reggae fortalece, culturalmente, o gênero musical na cidade, ao mesmo tempo em que valoriza os artistas locais do segmento.

“Sendo Salvador reconhecida como Cidade Criativa da Música e a música reggae um elemento expressivo na cultura local, compete a nós, enquanto poder público, o papel de abrir e estruturar caminhos de fortalecimento, difusão e circulação do reggae em diálogo com quem faz a coisa acontecer na cidade. Neste sentido, o Festival Salvador Cidade Reggae constitui-se como um lugar representativo e legítimo de fortalecimento desse movimento musical”, afirma a gestora.

O show de Diodorina vai ser especial e marca um momento importante na vida do artista, que completa cinco décadas de carreira este ano. “É gratificante participar deste momento para celebrar a existência e a importância da música reggae e, também, um encontro de gerações e de renovação da nossa música. Eu, que estou completando 50 anos de carreira neste ano, me sinto gratificado por marcar presença neste evento”, declara. (Secom)