27 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Homem morre em UPA após não ser atendido no HGC

Foto; reprodução/ Bahia no Ar

Uma tragédia aconteceu na UPA da Gleba A/Gravatá, em Camaçari, na tarde de ontem. Um homem de 48 anos morreu no chão da recepção da unidade, sem receber atendimento médico. Ele sofria de uma parada cardiorrespiratória e foi levado ao local depois de ser recusado no Hospital Geral de Camaçari (HGC), que só aceita pacientes regulados.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp (Clique aqui)

O homem se chamava Gilson Valêncio Silva e era morador do bairro. Segundo relatos de familiares, ele passou mal em casa e foi socorrido por uma ambulância do Samu. No HGC, ele não foi atendido por falta de vaga e foi encaminhado para a UPA mais próxima. Porém, ao chegar na unidade, ele já estava sem vida. Os profissionais do Samu ainda tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram.

A Secretaria de Saúde (Sesau) de Camaçari emitiu uma nota lamentando o ocorrido e informando que o homem recebeu atendimento de emergência dos socorristas do Samu, mas não respondeu às manobras e teve o óbito confirmado. A Sesau disse ainda que está apurando as circunstâncias do caso e que tomará as medidas cabíveis.

O paciente foi levado por familiares à unidade de saúde, e após adentrarem a recepção da UPA deitaram o paciente no chão. De pronto, os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) iniciaram o atendimento de emergência devido o quadro apresentado pelo paciente, e em seguida Gilson foi levado para a sala vermelha, onde a equipe continuou o trabalho de reanimação cardíaca, não obtendo resposta as tentativas e constatando o óbito. Segundo relatos da irmã do paciente, Gilson era epilético e logo após o almoço entrou em quadro convulsivo, não respondendo aos chamados da família“, disse a Secretaria.

Siga Bahia Política  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram. Faça parte do nosso grupo no WhatsApp se preferir entre em nosso canal no Telegram.