Bahia Política

Sem meias verdades

Soane propõe criação de Semana Estadual de Combate à Obesidade Infantil

Foto; Alba

A obesidade infantil é um problema de saúde pública que afeta cada vez mais crianças no Brasil. Foi a partir dessa premissa que a deputada Soane Galvão (PSB) apresentou projeto de lei na Assembleia Legislativa propondo a instituição de uma semana dedicada a tratar do tema. “É uma condição que acarreta uma série de riscos para a saúde, como o desenvolvimento de doenças crônicas, problemas ortopédicos e psicológicos, além de comprometer a qualidade de vida dessas crianças”, define.

A Semana Estadual de Combate à Obesidade Infantil, de acordo com o projeto, deve ocorrer todo início de junho. A data foi escolhida em função do dia 3 desse mês ser considerado, simbolicamente, por iniciativa de organizações de saúde e conscientização, como o Ministério da Saúde e o Instituto Pensi, como o dia dedicado ao tema. A deputada explica que esses são momentos em que se pode aumentar a conscientização sobre os desafios da obesidade infantil e promover a prevenção e o tratamento adequados.

Segundo o Ministério da Saúde, em 2020, 15,9% dos menores de 5 anos e 31,7% das crianças entre 5 e 9 anos tinham excesso de peso, e dessas, 7,4% e 15,8%, respectivamente, apresentavam obesidade segundo Índice de Massa Corporal (IMC) para idade. Quanto aos adolescentes acompanhados no mesmo período, 31,8% e 11,9% apresentavam excesso de peso e obesidade, respectivamente.

“Considerando todas as crianças brasileiras menores de 10 anos, estima-se que cerca de 6,4 milhões tenham excesso de peso e 3,1 milhões tenham obesidade”, cita Soane, dizendo que, em se tratando dos adolescentes, estima-se que cerca de 11 milhões tenham excesso de peso e 4,1 milhões tenham obesidade. “Dessa forma, é fundamental que sejam implementadas ações de prevenção e combate à obesidade infantil, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de hábitos saudáveis desde a infância”.