24 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Unilab recebe homenagem em Sessão Especial no Legislativo baiano

Iniciativa é do deputado estadual Rosemberg Pinto (PT)

Foto; Ascom

Os nove anos da inauguração da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB), campus dos Malês – São Francisco do Conde, serão celebrados em Sessão Especial, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), sexta-feira, 5, a partir das 9h30.

“É uma Universidade que nos orgulha, porque retrata a formação da sociedade brasileira, dos países africanos que falam a língua portuguesa, para que a gente possa fazer esse imbricamento, demonstrar que a gente precisa reconhecer o papel desses homens e mulheres que ajudaram a construir o Brasil, também é um ambiente de reconstrução da identidade brasileira”, justificou o proponente da homenagem, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) – líder do governo e titular da Comissão de Educação da Alba.

A unidade de educação superior oferta os cursos presenciais de Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, Licenciatura em Letras, Licenciatura em Ciências Sociais, Licenciatura em História, Pedagogia, Bacharelado em Relações Internacionais e Mestrado em Estudo de Linguagens – Contextos Lusófonos Brasil-África, este último com início em 2022. A graduação em Medicina (pactuada com o MEC desde 2015) também fará parte do rol das opções aos alunos atendidos pela instituição

No semestre letivo de 2022.2, a comunidade discente da Unilab é formada por 1212 estudantes, sendo 858 brasileiros e 354 africanos de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe; já os brasileiros são, principalmente, de São Francisco do Conde, Santo Amaro, Candeias, Madre de Deus, São Sebastião do Passé, Saubara, Simões Filho, Dias D’Ávila, Camaçari e Salvador, quase 200 são oriundo(a)s de comunidades quilombolas do território, a maioria mulheres líderes de suas comunidades.

Siga o canal do Bahia Política no Telegram