23 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Catu; prefeito sanciona lei que cria Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Foto; divulgação/PMC

Na última quarta-feira, dia 13 de abril, foi sancionada a Lei Complementar Municipal n° 010, que trata da criação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMA. A nova secretaria tem como objetivo formular e implementar políticas de preservação e proteção do meio ambiente do município, além de definir e executar programas, projetos e ações de desenvolvimento que englobam as áreas de meio ambiente e saneamento ambiental.

A SEMMA também terá a responsabilidade de avaliar as políticas públicas que afetam o município, especialmente no que diz respeito ao impacto ambiental. A Secretaria terá como missão fomentar a conscientização ambiental na população, promovendo a educação ambiental e incentivando o uso racional dos recursos naturais.

O prefeito Pequeno Sales enfatizou a importância da nova Secretaria e como ela pode contribuir para a cidade: “A criação da SEMMA é um grande avanço para a nossa cidade. É uma maneira de demonstrar o nosso compromisso com o meio ambiente e com a qualidade de vida da nossa população. Acredito que, com a criação desta Secretaria, teremos uma gestão mais eficiente e responsável em relação ao uso dos recursos naturais”, afirmou o Prefeito.

A engenheira sanitarista e ambiental Mayara Borges é a nova Secretária de Meio Ambiente e falou sobre a felicidade de assumir um novo desafio tão importante. “Assumo a Secretaria de Meio Ambiente com muita alegria e comprometimento. Tenho certeza de que, juntos, podemos desenvolver projetos e políticas públicas que garantam a proteção e preservação do meio ambiente em nossa cidade, promovendo um desenvolvimento sustentável e uma melhor qualidade de vida para todos os catuenses”, declarou Mayara.

Com a criação da SEMMA, a cidade demonstra o seu compromisso com o meio ambiente e a sustentabilidade, investindo em políticas públicas e projetos que garantam um futuro mais equilibrado e justo para todos. (Ascom)

 

Siga o canal do Bahia Política no Telegram