24 de fevereiro de 2024

Bahia Política

Sem meias verdades

Planalto vê impacto das investigações da PF nas eleições

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Ministros do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estão preocupados com o possível impacto das investigações nas eleições municipais, especialmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Há uma percepção no Planalto de que Jair Bolsonaro pode se tornar um cabo eleitoral prejudicial se não for preso antes das eleições.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), que busca a reeleição com o apoio do ex-presidente Lula e do PL, enfrenta um momento delicado após a prisão de Valdemar Costa Neto e as investigações da Polícia Federal. Nunes busca os votos dos eleitores de Bolsonaro, mas seus aliados agora tentam descolar sua imagem da do presidente para evitar desgastes, inclusive considerando desvincular a indicação do vice na chapa.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp (Clique aqui)

No Rio de Janeiro, a candidatura do deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ) à prefeitura enfrenta desafios semelhantes. Ramagem, ex-diretor-geral da Abin, é investigado pela PF por suspeita de uso de um software para monitorar opositores de Bolsonaro e ministros do Supremo. A situação levanta dúvidas sobre se sua candidatura irá prosseguir. Antes de Ramagem, Bolsonaro havia lançado a pré-candidatura de Braga Netto, mas foi forçado a recuar devido a investigações que o ligam a planos antidemocráticos. A PF realizou buscas em endereços de Braga Netto recentemente.

Nesse cenário, a crise favorece a candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo, que agora tem Marta Suplicy como sua vice, após seu retorno ao PT. A dobradinha Boulos-Marta busca nacionalizar a disputa, diferentemente da estratégia de Nunes.

Siga Bahia Política  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram. Faça parte do nosso grupo no WhatsApp se preferir entre em nosso canal no Telegram.